paradoxon logo flash

O Discurso

domingo, junho 29, 2008

Fotos IX Sé Vídeo - Faro Junho 2008


























Fotos tiradas durante a exibição das curtas-metragens a concurso e entrega de prémios aos vencedores do IX SÉ VÍDEO FARO JUNHO 2008.
Fotos tiradas por Pedro Noel da Luz
Fotos do troféu por Joana Oliveira.

Estamos todos de parabéns !!!!!

segunda-feira, junho 23, 2008

Recorte programação Sé Vídeo - Faro -Junho 2008

L.U.V - em destaque no site Espaço Jovem - Lagos


Curta metragem L.U.V em destaque no site do espaço jovem em Lagos , Câmara Municipal de Lagos .
O espaço Jovem era a casa da extinta Área 55 , núcleo de cinema e vídeo do espaço jovem , foi aqui neste espaço que conseguimos organizar alguns eventos e extensões de cinema que fora exibidas na cidade de Lagos.
Fica aqui em destaque a notícia referente á curta metragem LUV única produção da Área 55 , em destaque nos site do espaço jovem.
www.espacojovem.cm-lagos.com

obrigado amigo Pedro Dinis pela divulgação.

sábado, junho 21, 2008

LUV - Vencedora no IX Sé Vídeo ( 3ºprémio ) - Faro

É com muito orgulho e alegria que divulgo que a curta metragem LUV , única curta metragem produzida pela extinta Área 55 foi premiada no IX Sé Vídeo com o prémio 3ºlugar , o troféu Sé Vídeo , um cheque no valor de 125€ e livros .
Esta curta metragem a única produzida pela Área 55 como já referi foi uma curta metragem na altura da sua rodagem a nossa rampa de lançamento da Área 55 , além de ter sido uma rodagem atribulada qb no final o filme ficou como nós estavmos esperando que realmente ficasse , embora ache que poderiamos ter feito muito melhor , mas devido a diversos problemas foi o melhor que conseguimos fazer.
Mas o mais importante a destacar é o facto de termos conseguido ganhar este prémio e estamos todos de parabéns por isso , o que me dá mais alento para continuar no rumo que tracei , fazendo filmes , e só isso os filmes!!!!
Para memória de todos fica aqui a curta metragem para todos a visionarem e a respectiva ficha técnica .
LUV
com : Miguel Martins e Aniana Santos
argumento : Miguel Martins
storyboard: Carla Duarte
assistente de cena : Carla Duarte
som:Pedro Marreiros
imagem: Pedro Noel da Luz e Tiago Assis
fotografia: Pedro Noel da Luz e Tiago Assis
montagem e pós-produção vídeo: Tiago Assis e Filipa Glória
produtor executivo e animação de logotipo: Pedro Dinis
produção: Área 55 , 2005
realização: Hernâni Duarte Maria

Além deste prémio também recebi os diplomas das restantes curtas metragens que também estiveram a concurso , curtas essas que ficaram classificadas em 4º lugar , fica aqui a lista:

Pausa 4ºlugar - diploma
Desiste! 4ºlugar -diploma
Psycho 4ºlugar - diploma
Urbano 4ºlugar -diploma
Insónia 4ºlugar - diploma

Quero expressar o meu mais profundo agradecimento a todos aqueles que participaram na realização e na produção da curta metragem LUV , e a todos os que participaram também nas outras curtas metragens que obtiveram também as menções honrosas ( 4ºlugar).
Agradeço a :
Tiago Assis
Carla Duarte
Filipa Glória
Miguel Martins
Aniana Santos

Agradecimentos especiais a:
Pedro Noel da Luz
Joana Oliveira
Pedro Dinis

Muito obrigado a todos , estou felicíssimo!!!!!!!!
E neste momento apraz-me dizer somente isto:
LUZES , CÂMARA , ACÇÃO ..... CORTA !!!!

quinta-feira, junho 19, 2008

INSÓNIA Estreia Faro e Porto

Insónia curta metragem realizada por hernâni duarte maria e pedro noel da luz tem estreia nacional no festival de vídeo da sé , o IX sé vídeo no dia 20 junho no auditório da biblioteca municipal de faro .
no dia 22 de junho será apresentada no festival internacional de curtas metragens do porto.
fica aqui uma vez mais o trailer da curta metragem Insónia.

terça-feira, junho 17, 2008

INSÓNIA - Apresentação Oficial e Nacional




A nova curta metragem produzida pela paradoxon produções irá ser apresentada oficialmente , a sua estreia nacional no dia 20 de junho em faro no festival de vídeo da sé o IX sé vídeo selecção oficial na biblioteca municipal de faro pelas 21h.
No dia 22 de junho terá também a sua estreia nacional no festival internacional de curtas metragens do Porto secção não oficial.
Convido todos a comparecerem .
Agradeço a todos as pessoas que ao longo destes anos me têm ajudado na realização dos meus filmes e muito em especial a Joana Oliveira , e ao Pedro Noel da Luz.
OBRIGADO.


segunda-feira, junho 16, 2008

Porto 7 - Festival Internacional de Curtas Metragens do Porto




Porto7 - Festival Internacional de Curtas-Metragens do Porto, revela a organização.
O certame promovido pela produtora Avilajet vai realizar-se entre os dias 20 e 24 de Junho, no Auditório do Círculo Católico dos Operários do Porto, contando com apoios do Instituto Português da Juventude (IPJ) e da Câmara do Porto.
O festival Porto7 é composto por duas secções competitivas: a Competição Internacional de Curtas-Metragens e a Competição de Curtas-Metragens Porto7, destinada a trabalhos de ficção, sob o tema Porto.
O objectivo é "promover a produção e exibição de obras neste formato e o intercâmbio cultural entre as diversas nacionalidades presentes".
A par das secções competitivas, o programa prevê a exibição de todos os filmes inscritos.
O festival terá ainda dois ciclos de filmes vindos da Argentina e do México; uma selecção do melhor do 3.º Festival de Artes Visuales de La Plata (Argentina) e outra do Corto Creativo, festival organizado pela Universidad de las Califórnias, de Tijuana.Será ainda realizada uma Feira do Livro sobre o Audiovisual e uma exposição de novidades e produtos audiovisuais.
A Competição Internacional atribuirá prémios à melhor curta-metragem, melhor argumento original e melhor actor.
A Competição Porto7 (filmes sobre o tema Porto) vai galardoar o melhor filme concorrente e o melhor jovem realizador (até 30 anos).
O festival termina com uma festa/jantar na noite de São João.


Porto7

SELECÇÃO

SESSÕES COMPETITIVAS / COMPETITIVE SECTIONS SELECTION

SEXTA – FEIRA / FRIDAY (20/06/08)

“Boletos por favor” – Lucas Figueroa (14’) AR
“Famille et dependance” – Sylver Saunier/ Loic Portier (3’) FR
“Hablemos” – Pablo Budeisky (8’) ES
“Intemporalidade” – Victor M.F. Santos (13’) PT
“Todos los dias amanece” – Carlos Violadé (10’) ES
“Tóquio-Porto 9 horas” – João Brochado (8’) PT
“Made in Japan” – Ciro Altabá (4’) ES
“DesHabitado” – Manuel Nanin (11’) ES
“A noiva” – Ana Almeida (7’) PT
“Mofetas” – Inês Enciso” (10’) ES
"Hunger" – Clara Gomes (5’) PT
"B" -Jean-Louis Dufort (1’) PT
“Fondue au Chocolat” – Eurico Pereira (8’) PT
“Transfers” – Joan Riedweg (6’) ES
“Minuete” – Rui António (8’) PT


SÁBADO/SATURDAY(21/06/08)

“Whisky on the other side” -Santiago Rindal / Tomas Rojo (11’) ES
“The quiet” – Kike Mesa (3’) ES
“Compramos e vendemos sentimentos” – Francisco Sousa /Vitor Pedrosa (11’) PT
“Bloody Mary” – Rita Pereira (14’) BE
“Automóbil” – Andres Victorero (20’) ES
“Auto-Retrato Ricardo Ferreira” – Ricardo Ferreira (5’) PT
“Living in the trees” – Vitor Lopes (2’) PT
“Hora Sagrada” – Ruben de Sousa / Nuno Soler (8’) PT
“Porque hay cosas que nunca se olvidan” – Lucas Figueroa (15’) IT
“A xinecologa” – Alfonso Camarero (10’) ES
"Objects in the mirror are closer than they appear" -José Lazaro (15’) ES
“For a few marbles more“ – Jelmar Hufen (11’) NL “Bonsai” – Roberto Aznar (10’) ES
“DVD” – Ciro Altabá (17’) ES


Porto7
SELECÇÃO SESSÕES NÃO COMPETITIVAS

DOMINGO/SUNDAY(22/06/08)

“Size 36” – Clara Gomes (5’) PT
“O Mundo” – Icia Iglesias (20’) ES
“Insónia” – Hernâni Duarte Maria (10’) PT
“Jirinoveskye” – Pedro Cunha (8’) PT
“Ana e a emancipação da alma” – Manuel Barros (14’) PT
“Pausa” – Hernâni Duarte Maria (9’) PT

“Pedro, o barbeiro” – Jean-Louis Dufort (3’) PT
“La isla desierta” – José Mouriño (13’) ES
“Palai” – Joana da Costa (5’) PT
“Deambuladores” – Manuel Barros/Ana Carneiro/Luis Coutinho (6’) PT
“Isccizo” – Pedro Cunha (9’) PT

SEGUNDA-FEIRA/MONDAY(23/06/08)

“Glória” – Eduardo Morais (16’) PT
“Horário de Trabalho” – Ana Almeida/ Gustavo Leal (3’) PT
“Coolness” – Daniel Rebner (14’) ES
”Destinos de Sofia” – Miguel Estima (1’) PT
“Pulsação” – Carlos Amaral (17’) PT
“O escritor” – João Mendes (9’) PT
“Entre nosotros” – Josu Gomez / Miguel Rodriguez (12’) ES
“Bosque” – Florencia Hisi (9’) AR “Um momento” – Catarina Pinto (13’) PT
“A noite de Seth” – Liliana Rocha Dias (4’) PT
“Auto-retrato Zulmira Gamito” (3’) PT
“MTV – Stop motion” – Luis Lobo/Miguel Serra (30’’) PT
“MTV – 3D” – Bruno Telésforo (30’’) PT

Mais uma vez agradeço a todos os que me têm ajudado e contribuido para este projectos de curtas metragens.
Muito obrigado
agradecimentos especiais:
Joana Oliveira
Pedro Noel da Luz

IX Sé Vídeo - Faro 20 Junho

IX Festival de video da Sé

Distribuição de prémios e o visionamento dos trabalhos a concurso realizar-se-á no dia 20 de Junho ás 21 horas em sessão pública na Biblioteca Municipal António Ramos Rosa em Faro.

É com grande alegria que divulgo que as minhas curtas metragens serão exibidas no IX Sé Video.
A sessão é aberta a todo o público , os prémios serão entregues depois do visionamento de todos os filmes a concurso , portanto no final é que saberemos quem serão os vencedores.

Os prémios a atribuir para qualquer um dos temas são:
1º Prémio:
500 Euros(oferecidos pela Câmara Municipal de Faro)
1 Troféu
2º Prémio:
175 Euros (oferecidos pela Junta de Freguesia da Sé - Faro)
1 Troféu
1 Estadia (1 noite) para 2 pessoas em qualquer Pousada da Juventude em Portugal
3º Prémio:
125 Euros (oferecidos pela Junta de Freguesia da Sé - Faro)
1Troféu
1 Conjunto de Livros
Todos os partipantes receberão também um diploma de participação.

Agradeço a todos os que me têm ajudado ao longo deste anos nos projectos das curtas metragens que tenho realizado .
A todos o meu muito Obrigado.
Agradecimentos especiais a :
Joana Oliveira
Pedro Noel da Luz.

curtas com que concorri ao festival e que vão ser exibidas:
Pausa 2004
Desiste! 2005
Luv 2005
Psycho 2006
Urbano 2007
Insónia 2007


sábado, junho 07, 2008

CEMITÉRIO DE PIANOS ( ESPAÇO KARNART -LISBOA -até 28 de junho)


“Cemitério de Pianos”
A ESCRITA POÉTICA

Em “Cemitério de Pianos” estamos perante uma obra que nos confronta com uma dos maiores medos do nosso íntimo: a morte. Assim começa e assim termina a narrativa, com a dor da perda, o desespero de ver partir quem se ama e a impotência dos que assistem sob um manto pesado de angústias e porquês. De mãos dadas com a morte, o milagre do nascimento acompanha a um ritmo próprio os acontecimentos mais marcantes deste enredo, construído solidamente sobre alicerces firmes de convicções e esperanças.
Com uma fluência extraordinária e um travo a poesia que sacia os que lêem também pelo prazer das palavras, este é um livro para nunca mais esquecer, como o são, de resto, todas as obras de José Luís Peixoto, um escritor jovem mas “maduro”, como o define o próprio Luís Sepúlveda, um nome consagrado da literatura mundial. Sem artifícios desnecessários, a escrita de José Luís Peixoto é de facto de uma consistência irrepreensível e de uma beleza aliciante.

Foi no dia 16 de maio que vi esta performance/instalação baseada neste romance de josé luis peixoto .
No início estava um bocado apreensivo porque o espaço onde se iria realizar a performance era bastante pesado , na obstante de ser nas antigas instalções da faculdade de medicina veterinária.
Mesas em pedra onde realizavam as autopsias aos animais , paredes brancas com humidade e descarnadas da pintura , e um cheiro que não consigo definir , este era o espaço onde o espectáculo se iria desenvolver.
Todo o espectáculo é de facto pesado , desde da própria encenação com uma profusão de objectos
antigos e imagens , com aquele cheiro característico do mofo , ainda veio ajudar a que o espectáculo conseguisse ter uma carga muito forte e de adrenalina no público.
Os actores passeiam , é esse o termo correcto , passeiam pelo espaço , o público está em constante contacto com os actores , é isso que intimida também , mas tudo o que acontece é de facto uma experiência , eu no final estava estarrecido com o espectáculo , gostei muito , e deu-me muitos ideias para futuros projectos na área em que estou inserido , o cinema.
Realmente espectáculos destes são raros e só acontecem nos grandes centros urbanos , para não referir que o próprio espaço karnart está condenado a fechar porque o nosso governo quer adquirir o imóvel para expandir as intalações da polícia judiciária.
Soluções para um novo espaço pelo que percebi ainda não existem , e assim as pessoas que constituem este projecto cultural estão abandonados , como é costume no nosso país , a cultura é sempre colocada de parte , é sempre secundária.
ACONSELHO VIVAMENTE A VEREM ESTE ESPECTÁCULO !!!!!!!

A partir do romance «Cemitério de Pianos», de José Luís Peixoto, este espectáculo ´fala´ sobre a vida e a morte, sobre a transformação.

Inspiração para uma instalação que vai ganhando corpo, individualidade que se afirma como objecto artístico.


Grupo/Actores: Bernardo Chatillon, Emanuel Arada, Fernando Grilo, Joana Furtado, José Mateus e Marta Mendes
Autor: A partir da obra de José Luís Peixoto
Encenador: Luís Castro
Endereço: Rua da Escola de Medicina Veterinária 21, 1000-127 LISBOA
Concelho: Lisboa
Distrito: Lisboa
Telefone: 213152192
www.karnart.org