paradoxon logo flash

O Discurso

terça-feira, fevereiro 19, 2008

Ray Harryhausen - IT CAME FROM BENEATH THE SEA(1955)









Ray Harryhausen nasceu em 1920, e ainda criança assistiu The Lost World (1925) e King Kong (1933), ambos filmes com criaturas pré-históricas criadas com a técnica de animação chamada stop-motion, na qual miniaturas articuladas são fotografadas quadro a quadro para criar ilusão de movimento nO ecrãn. Ray encantou-se com aquilo e desde cedo começou a criar na garagem seus próprios filmes de animação, com apoio dos pais (a mãe ajudava nos figurinos, o pai ajudava a criar as estruturas mecânicas).
Ray Harryhausen o criador de especiais que marcou a história do cinema e a sua evolução no aspecto técnico.
Irei falar deste grande mestre do cinema fantástico ao longo de posts aqui colocados acerca das obras mais importantes de Ray Harryhausen.
Começo pelo digamos o seu grande primeiro filme de 1955 IT CAME FROM BENEATH THE SEA.
Ray Harryhausen criou um monstro destruidor para It Came from Beneath the Sea (1955), realizado por Robert Gordon (que mais tarde se dedicaria ao western televisivo das séries Maverick e Bonanza). Desta vez tratava-se de um polvo gigante atacando San Francisco e arrancando um pedaço da famosa Golden Gate Bridge. Com um orçamento baixo, Ray mostrou que sabia economizar de forma criativa e usou um polvo com somente seis tentáculos, detalhe que geralmente passa despercebido pelo público mas que fez grande diferença nos cofres da produção. Kenneth Tobey aparece novamente como herói militar (desta vez, comandante de submarino) acompanhado dos cientistas Faith Domergue e Donald Curtis.

Neste clássico de ficção científica de Ray Harryhausen , um enorme polvo radioactivo comete o terrível erro de se lançar contra o submarino do capitão Pete Mathews ( Kenneth Tobey) , levando o bravo comandante a persegui-lo por todo o oceano pacífico antes que ataque alguém.
Enquanto o exército apressa-se a desenvolver um torpedo especial capaz de penetrar no cérebro do polvo mutante e destruí-lo , o monstro de oito braços rapidamente descobre como sobreviver na terra. Impõe o caos na Golden Gate , levando os habitantes de São Francisco a fugir para salvar as suas vidas.
É realmente fantástico ver este ou rever este filme com aquele polvo fantástico de Harryhausen , numa técnica de animação stop-motion que na altura era a rainha dos efeitos especiais neste género de filme dos anos 50.
Nome Original: It Came from Beneath the Sea
Direção: Robert Gordon
Elenco: Kenneth Tobey, Faith Domergue, Donald Curtis, Ian Keith, Dean Maddox Jr., Chuck Griffiths, Harry Lauter, Richard W. Peterson, Tol Avery, Del Courtney,
País: EUA
Ano: 1955
Duração: 79 min
Cor: Preto e Branco (numa versão restaurada existe uma versão a cores)
O cinema é isto , descoberta,ideias,fantasias.....

quinta-feira, fevereiro 14, 2008

INSÓNIA TRAILER/TEASER OFICIAL

Cá está finalmente o trailer oficial da minha nova curta metragem.
Espero que esteja realmente cativante.

INSÓNIA
PARADOXON PRODUÇÕES 2007
COM: HERNÂNI DUARTE MARIA

ARGUMENTO:HERNÂNI DUARTE MARIA
FOTOGRAFIA: HERNÂNI DUARTE MARIA E PEDRO NOEL DA LUZ
IMAGEM.PEDRO NOEL DA LUZ
MONTAGEM: PEDRO NOEL DA LUZ
EFEITOS SONOROS E SOM DIRECTO:PEDRO NOEL DA LUZ
DESIGN LOGOTIPO:PEDRO NOEL DA LUZ
PRODUÇÃO: PARADOXON PRODUÇÕES 2007
REALIZAÇÃO:HERNÂNI DUARTE MARIA E PEDRO NOEL DA LUZ

terça-feira, fevereiro 12, 2008

THE WOLF MAN (1941)







THE WOLF MAN (1941 )
" Licantropia : Uma doença mental na qual seres humanos imaginam ser homens-lobo.
Segundo uma velha lenda , as vítimas assumem características físicas do animal. Numa aldeia vizinha ao castelo Talbot , afirmam ter tido experiências com esta criatura sobrenatural. O sinal do homem-lobo é uma estrela de cinco pontas , um pentagrama , cercando um lobo que salta. "
Este é o inicio deste grande clássico do cinema The Wolf Man.
Os lobisomens foram criaturas que tiveram bem menos atenção no cinema que os vampiros e outros monstros , talvez pelo facto da complexa maquilhagem exigida e efeitos especiais que envolviam altos custos e tempo de preparação. E , apesar dos outros monstros sagrados do terror desfilarem durante toda a era do cinema mudo , o primeiro filme apropriado de lobisomen só foi realizado em 1935 pela UNIVERSAL com O LOBISOMEN DE LONDRES. Entretanto , a necessidade do monstro como personagem principal ser simultaneamente simpático e ameaçador ao público , acabou trazendo dificuldades e juntamente com a actuação irregular de HENRY HULL como lobisomen , esse filme acabou sendo um fracasso de bilheteira.
Como todos os filmes da UNIVERSAL das décadas de 30 e 40 , O LOBISOMEN DE LONDRES é divertido de se assistir , mas bem abaixo das outras produções da época. Somente em 1941 , a UNIVERSAL tentou novamente com esse tipo de monstro , e produziu O LOBISOMEN ( THE WOLF MAN ) , que originalmente se chamaria " DESTINY " , e foi um grande sucesso , tornando-se um clássico da filmografia de terror e sendo o principal filme de lobisomen do género. Acabou sendo a última grande criação da UNIVERSAL , que se juntou aos já consagrados monstros com DRÁCULA , FRANKENSTEIN , A MÚMIA , e o HOMEM INVISÍVEL.
THE WOLF MAN interpretado brilhantemente pelo actor LON CHANEY JR. , filho de LON CHANEY grande artista do cinema mudo e astro de clássicos como O CORCUNDA DE NOTREDAME (1923) , O FANTASMA DA ÓPERA (1925) e LONDON AFTER MIDNIGHT (1927).
O papel de THE WOLF MAN solidificou LON CHANEY JR. tornando-o também num dos mais importantes actores do Horror e o impulsionou para a sua participação em diversos outros filmes posteriores do cinema fantástico , geralmente interpretando monstros ou cientistas loucos.
De referir o eficiente trabalho realizado no argumento do filme pelo prestigiado escritor CURT SIODMAK , num belo trabalho de uso de antigos mitos e folclores, o filme contou com impressionantes cenários com castelos góticos e sequências filmadas à noite em florestas com espessas e intensas névoas , misturadas com árvores fantasmagóricas.
Também outro aspecto de extrema importância no filme é a maquialhagem numa criatura mista de homem e lobo trabalho esse efectuado por JACK PIERCE maquilhador principal da UNIVERSAL responsável também por outros monstros sagrados do Horror como FRANKENSTEIN e a MÚMIA.
A história deste clássico começa com a chegada de Larry Talbot ( CHANEY ) , um jovem estudante que regressa á sua cidade natal no ancestral castelo de sua família , após muitos anos ter estado distante. Num passeio nocturno de lua cheia ele vê um lobo matar uma mulher e ao tentar salvá-la acaba matando o animal com a sua bengala com a ponta de prata e sendo mordido pela criatura.(personagem interpretada por BELA LUGOSI o cigano que é um lobisomen).
A maldição começa a manifestar-se , e esta manifesta-se através de um pentagrama numa visão de quem será a próxima vítima.
THE WOLF MAN é o principal filme desse instigante personagem do Horror e que marcou intensamente a sua grande importância na galeria das grandes obras cinematográficas deste género.
Eu pessoalmente acho este filme um filme que marcou os clássicos do cinema de Horror na década de 40 e criou uma série de personagens que ficaram na história do cinema , e que mais tarde veio influenciar jovens realizadores.
Sou fã inconturnável deste filme e deste género de cinema clássico da década de 40 e Lon Chaney Jr ficará sempre na galeria de glória do cinema clássico.
Vejam ou revejam este filme , já não se fazem filmes assim , enfim ainda temos os clássicos !
THE WOLF MAN ( EUA , UNIVERSAL , 1941 - PRETO E BRANCO , 70 MINUTOS)
REALIZAÇÃO: GEORGE WAGGNER
ARGUMENTO: CURT SIODMAK
PRODUÇÃO: GEORGE WAGGNER
FOTOGRAFIA: JOE VALENTINE
MÚSICA: HANS J.SALTER
EFEITOS ESPECIAIS: JOHN P.FULTON
DIRECÇÃO ARTÍSTICA: JACK OTTERSON
MAQUILHAGEM: JACK PIERCE
COM: BELA LUGOSI (BELA) , LON CHANEY JR.( LARRY TALBOT/WOLF MAN) ,CLAUDE RAINS ( SIR JOHN TALBOT ) , WARREN WILLIAM ( DR.LOYD) , RALPH BELLAMY ( PAUL MONTFORD ) , PATRICK KNOWLES ( FRANK ANDREWS) , MARIA OUSPENSKAYA ( MALEVA ), EVELYN ANKERS ( GWEN CONLIFFE ) , FAY HELM ( JENNY WILLIAMS ) , FORRESTER HARVEY ( VICTOR TWIDDLE ) , J . M. KERRIGAN ( CHARLES CONLIFFE ) , DORIS LLOYD , HARRY STUBBS , HARRY CORDING , KURT KATCH , JESSIE ARNOLD , CAROLINE COOKE.







sexta-feira, fevereiro 08, 2008

THE SCREAMING SKULL (1958)












Uma nova abordagem acerca do cinema será colocada aqui neste espaço semanalmente!
Sempre gostei de rever os clássicos do cinema em diferentes géneros , e uma parte do cinema teve repercussões através de filmes denominados de Série B .
Os filmes série B , filmes realizados com um orçamento muito baixo em que as histórias e os actores eram de má qualidade , mas alguns destes filmes foram produzidos pelos grandes estúdios da altura como a Universal entre outros, na obstante alguns actores conhecidos dentro do género entrarm em muitos destes filmes Bela Lugosi,Vincent Price,Lon Chaney,etc.
Com esta minha visão destes clássicos do cinema começa aqui uma série de posts dedicados ao cinema B de terror.
THE SCREAMING SKULL (1958)
REALIZAÇÃO: ALEX NICOL
PRODUÇÃO: JOHN KNEUBUHL , T.FRANK WOODS , JOHN COOTS
ARGUMENTO: JOHN KNEUBUHL
ACTORES: JOHN HUDSON , PEGGY WEBBER , RUSS CONWAY
MÚSICA: ERNEST GOLD
FOTOGRAFIA: FLOYD CROSBY
MONTAGEM: BETTY J.LANE
DURAÇÃO: 68M
PAÍS: ESTADOS UNIDOS
SINOPSE:
THE SCREAMING SKULL
O filme começa com uma voz explicando que o filme é tão assustador que pode matar as pessoas que estão assistindo ao filme na plateia , e que a produtora e distribuidora do filme está disposta a pagar os custos do serviço funerário.
Durante o período de introdução desta voz off a câmara desloca-se em traveling para uma urna e esta abre-se fixando o plano num papel que está no seu interior que diz " Reservado Para Si ".
Realmente é uma introdução prometedora e até certo ponto non sense , mas eficaz que tenta captar os espectadores para um filme realmente assustador, estas características surgem em muitos filmes série B , onde o que realmente interessa não é o argumento mas sim "atingir" os espectadores de forma eficaz causando terror!!!!!!
A narrativa do filme começa com o regresso de um casal recém casado Jenni e Eric a casa deste onde sua primeira esposa havia falecido.
Nesta casa , mansão , reunem-se todas as personagens do filme , personagens estranhas , desde o reverendo e sua mulher , e o jardineiro da casa Mickey personagem interpretada pelo (próprio realizador do filme Alex Nicol).
Jenni mulher de Eric começa a ouvir barulhos e a entrar em paranoia que uma caveira a assombra , sendo esta caveira da ex-mulher de Eric.
Mas Eric diz que a mulher sofreu um trauma ao ver os seus pais morrerem e que tinha gasto muito dinheiro com ele num hospital psiquiátrico , tentando lançar motivos e respostas numa outra direcção a quando da visita do reverendo.
Esta caveira aterredora irá ser revelado no clímax do filme onde surge rolando por escadas , pelo jardim , voando numa montagem medíocre , o clímax acontece numa luta aterredora da caveira da ex-mulher com o seu marido quase como se fosse um vampiro mordendo-lhe o pescoço e este caindo ao lago afongando-se onde seu ex-mulher morreu.
O filme é puro SÉRIE B , mas digamos que é realmente mais um daqueles filmes que temos de descobrir e ver , eu gostei do filme embora o ache muito mau em aspectos de narrativa e técnicos o filme até não é muito mau , é um filme terror série B e como era característico deste género de filme este também não fugiu muito das características inerentes a este tipo de cinema de baixo orçamento.
The Screaming Skull um filme série B de terror a ver e a apreciar!
Na próxima semana outro filme deste género falarei aqui no meu cantinho!




quarta-feira, fevereiro 06, 2008

Uma Esmola e Um Biscoito

Uma esmola e um Biscoito foi uma curta-metragem em que participei a quando da realização de um workshop de cinema e vídeo no instituto português da juventude em faro no ano de 2005.
O workshop foi dado pelo realizador de cinema Carlos Gomes , e tinha como ponto de partida elaborar todo o processo na realização de uma curta-metragem.
Realmente foi um experiência enriquecedora porque tive a oportunidade de trabalhar com pessoas de diferentes áreas e até com quem nunca tinha feito cinema.
Uma Esmola e um Biscoito podemos assim dizer que é uma comédia negra onde um personagem bem na vida com um emprego vai pedir esmola para um banco de jardim para depois gastar esse dineheiro da esmola em cerveja e amendoins até que um dia dia tudo muda...!!!
Este é o ponto de partida.

Uma Esmola e Um Biscoito
(workshop cinema e vídeo ipj faro 2005)

com:Hernâni Duarte Maria,Sérgio Col
elho e Carla Duarte.
Figurantes:senhores do café.
Realização:Hernâni Duarte Maria,Carla Duarte,Sérgio Coelho,Nuno Loureiro e Miguel Veiga(veigatron).
titulo da curta:Joana Oliveira
Faro 2005.

sexta-feira, fevereiro 01, 2008

MOGWAI - Friend Of The Night

Hoje apetece-me falar de música , sim de música , independente e da boa!
Recentemente regressei a ouvir de novo uma das melhores bandas do pós-rock os escoceses Mogwai.
Recentemente adquiri mais um albúm destes extraordinários músicos , enfim tenho-os todos desde eps e gravações raras.
Havia muito para dizer dos Mogwai mas acho que não vocabulário suficiente para o fazer .
Basta referir um pormenor que acho que é realmente relevante , os seus videoclips são autênticas curtas metragens transcrevendo para o ecrãn toda a espacialidade e sonoridade da música dos Mogwai, tanto em videoclips de animação fenomenal , como em ficção , e onde reina em alguns casos o cinema mudo a preto e branco.
Fantástico só me vem esta palavra á cabeça.
Fica aqui um extraordinário vídeo desta banda.
Friend of the Night dos Mogwai.
Faz-me lembrar uma célebre frase de um também célebre filme :
" Listen to the music ,sweet music they made the children of the night"(Drácula)
Eu sou um filho da noite e os Mogwai são o meu "sangue".